Ubisoft lança patch curioso para Rainbow Six: Vegas 2

img
jul
25

macaco As vezes o mercado da pirataria pode ser muito curioso. A Ubisoft é uma das empresas que lança seus jogos através do serviço Direct2Drive, um site onde você compra diversos jogos através de download, e para jogar deve autenticar seu “pacote” na internet, liberando assim o acesso ao jogo.

Apesar do modelo de negócio ser muito bom, existe um pequeno problema nisso tudo. Como os jogos do Direct2Drive são altamente modificados para poderem se adequar ao sistema de autenticação, patches lançados no site oficial e compatíveis com as versões “loja” do jogo também precisam passar por um período de adequação antes de serem lançados para o pessoal que comprou o jogo via D2D, período esse que pode levar semanas.

Até ai justo. O modelo de negócio é diferente eles tem que adequar os patches a ele. O problema é que o último patch lançado para o jogo Rainbow Six: Vegas 2 trazia centenas de melhorias e novos modos de combate ao jogo, sendo assim os compradores do jogo via D2D também queriam participar da brincadeira juntamente com os compradores “oficiais”. Como o patch ainda demoraria semanas para ser lançado no sistema, um funcionário da empresa (da Ubi, não da D2D) resolveu lançar um fix entitulado “R6Vegas2_fix.zip” para o jogo em seu fórum oficial. Ao aplicar o patch em suas versões D2D, os usuários poderiam aplicar o novo patch oficial normalmente sem ter que esperar pelo release versão D2D.

O problema é que o patch era na verdade um crack “NO-CD” lançado pelo grupo ReLoAdEd, muito conhecido na cena Warez.

Crack como patch oficial? (Clique para ampliar)

Quando a pequena “solução” foi descoberta, o patch foi removido imediatamente, porém muitas pessoas já tinham baixado o arquivo e reportam que de fato o arquivo era o crack NO-CD do grupo ReLoAdEd.

Fica até difícil saber como concluir esse artigo agora. Não sei se a Ubi estava errada em lançar o patch NO-CD “pirata” como oficial ou se ela foi muito mole e ao invés de agilizar o pessoal do Direct2Drive resolveu pegar um trabalho pronto e lançar como se fosse deles. Mas um fato é certo: Quem perde nisso tudo é o consumidor, que mesmo possuíndo o jogo tem que recorrer a patches para poder eliminar proteções infernais encontradas em CDs e DVDs de jogos para computador. E eu falo como vítima nesse caso, já que preferi rodar a versão crackeada do BioShock ao instalar o disco original e emporcalhar todo o meu PC.

  • psg1

    se eu fosse do reloaded, processava a ubisoft por distribuir o seu conteudo sem autorizaçao :D

  • Eu

    cara, como ReLoAdEd poderia processar a Ubisoft se o q eles fazem nao é legal ou pelo menos nao é uma coisa “registrada” q seria patchear jogos.

Suporte NewsInside

Super Mario Odyssey 64

Aviso


Este site se mantêm através de 28% com o processamento em nuvem para Desktop e 5% em mobile, obrigado por sua contribuição.