iPhone x Nokia N95: A comparação (feita por um Microsoft Fanboy)

img
dez
20

Enfim chegou a hora da verdade. Depois de passar quase um ano com um iPhone 2G, comprei um Nokia e me livrei de ser mais um escravo do iTunes. Apesar disso, será que o N95 foi capaz de alcançar as expectativas que tinha do aparelho e reproduzir todas as funções do iPhone? Seria o iPhone realmente o celular definitivo ou apenas um grande hype? Confira a comparação completa feita pelo pessoal especializado da NewsInside e veja qual celular se encaixa melhor as suas necessidades diárias e ao seu bolso.

Breve introdução

Começo essa comparação dizendo que, apesar de estar usando o N95 no momento, não tenho motivos para puxar a sardinha para nenhum dos lados. Além disso, não farei uma comparação baseada em especificações, beleza ou coisas do tipo. Estou com o N95 a algumas semanas e já tenho bagagem suficiente para fazer uma VERDADEIRA comparação entre os dois aparelhos e demonstrar exatamente o que vocês querem saber: As funcionalidades reais de cada um. Digo reais porque não basta um aparelho ter uma gigante tela de toque ou possuir um dos sistemas operacionais móveis mais populares do mundo, ele precisa funcionar e satisfazer as necessidades do usuário.

Pois bem, chega de “iada iada” e vamos ao que interessa. Irei adicionar imagens na comparação apenas nas partes que achar relevante e onde elas servirem como fator decisivo para a minha opinião final. A comparação irá seguir o formato X versus Y e o aparelho que executar melhor a dada tarefa, leva o primeiro lugar.

Os culpados

De um lado, temos Apple iPhone:

Apple iPhone

Um celular bonito e inovador, com uma gigantesca tela de toque. Eu tinha especificamente o iPhone 2G, mas como seria injusto comparar o iPhone 2G com um N95, utilizarei da funcionalidade adicional do 3G onde aplicável.

Do outro lado, temos Nokia N95:

Nokia N95 8GB

Provavelmente o modelo mais vendo da série N da Nokia, o N95 traz uma tela grande e possui o formato slide, além de um teclado multimídia dedicado. O modelo comparado é o N95-4 8GB (NAM).

Tarefa 1: Realizar / Receber ligações

De todos os celulares com tela de toque que já usei, o iPhone provavelmente possui a melhor e com menor tempo de resposta. O teclado para discagem é monstruosamente grande, e permite que você disque com o celular em qualquer posição sem maiores problemas. O software do aparelho permite que todas suas funcionalidades sejam acessadas durante uma ligação, permitindo que você anote pequenos recados, procure números na agenda e coisas do tipo.

O N95 possui um teclado normal e utiliza a discagem padrão usando os clássicos botões verde para começar e vermelho para finalizar. Como o aparelho possui uma tecla dedicada para abrir o menu de aplicações (de certa forma como o Home do iPhone), você poderá acessar a agenda e rodar programas enquanto executa uma ligação.

Veredito: Empate. Ambos fazem essa função muito bem, além de permitir chamadas em espera, consultas a agenda, entre outros.

Tarefa 2: Viva Voz e Alto-Falantes

O iPhone possui seus alto-falantes localizados na parte inferior do aparelho e possui um som claro e límpido, porém um pouco baixo demais para ouvir músicas sem fone ou para alguns ambientes utilizando o viva voz. Por causa de sua localização, ao assistir filmes com o aparelho na mão na posição horizontal você acaba por involuntariamente bloquear os altos falantes, fazendo com que o som fique ainda mais baixo.

O N95 possui alto falantes na lateral do aparelho e o som deles é ignorantemente alto. Não tão alto como alguns HTCs que já vi por ai, mas mesmo assim alto o suficiente para incomodar as pessoas ao seu redor e permitir a utilização do viva voz em ambientes mais hostis.

Veredito: N95, por possuir um som bem mais alto nos seus alto-falantes externos do que o iPhone.

Tarefa 3: Reprodução de áudio

Player (iPod) do iPhone

Mongolóide como é, a Apple colocou na sua primeira versão do aparelho (2G) uma entrada de fone diferente de tudo que existe no mundo, impedindo que fones convencionais fossem usados para escutar músicas. Felizmente, isso foi corrigido no 3G (que leva um plug padrão 3.5mm) e assim esse problema pode ser ignorado. No mais, o programa do iPhone é o iPod clássico de sempre e suporta as todas as funções básicas de um aparelho reprodutor de MP3 como criação de playlist, shuffle e CoverArts.

Nokia Music Player

O N95 possui um programa dedicado para reprodução de áudio que, assim como o iPod, possui todas as funções básicas de um tocador de MP3 além de também suportar covers e criação de playlists “on the fly”. Além do reprodutor de música, o N95 possui um magnífico programa para gerenciamento de podcasts diretamente do aparelho.

Veredito: Empate. O iPhone pode ter coverflow e outras frescuras, mas diga com seriedade: Depois que você mostrou aquilo para todos seus amigos e os impressionou, quando foi que você usou novamente? O N95 venceria aqui se o iPhone não tivesse o Podcaster (via Cydia) que faz a mesma coisa que o programa nativo de podcasts do N95.

Tarefa 4: Reprodução de vídeo

O iPhone poderia vencer epicamente essa parte já que possui um LCD de 42” HDTV Ready, que é o que existe de mais avançado em aparelhos handheld no momento. Porém assim como tudo que é da Apple, existe uma limitação retardada a toda essa tela que foi criada via software: O aparelho reproduz somente arquivos MP4 sincronizados via iTunes ou comprados da iTunes Store. Se você quer algum vídeo dentro do seu aparelho, provavelmente terá que converte-lo antes E sincronizar-lo com o iTunes.

O N95? Bem, temos o CorePlayer, o melhor player móvel já criado pelo homem. Ele reproduz “apenas” os seguintes formatos: H.264 (AVC), AVCHD, MKV, MPEG-1, MPEG-4 part 2 (ASP), DivX, XviD, WMV, sh/FLV, Matroska, ASF, ASX, AVI, PS, M2TS, TS, 3GPP, MOV, MPEG-4 e OGM. Fora a vantagem que você tem de poder apenas jogar os arquivos em uma pasta no celular e tocar sem necessidade de usar programas específicos.

Veredito: N95, que no final ainda deu um tapa na cara do iPhone e disse: “GO MAKE ME A SANDWICH!1!”.

Tarefa 5: WiFi

O iPhone possui um sistema bem simples para gerenciar a conexão a redes WiFi. Você manda localizar a rede, conecta-se, digita a senha caso necessário e that’s it. Qualquer programa que você abrir depois de conectado irá tentar usar a conexão WiFi ao invés da 3G / EDGE. Além disso ele mantém uma lista de todas as redes que você já entrou e se conecta automaticamente a elas se você estiver no alcance.

O N95 possui um pequeno ícone na sua tela principal (Standby) que permite ativar o WiFi e procurar por novas redes. A parti dali você pode se conectar e ir diretamente para o browser ou fechar o pequeno assistente e usar a conexão para alguma outra tarefa.

Veredito: Empate. Os dois realizam a tarefa de se conectar a uma rede WiFi de forma muito simples e direta, o que é um ponto extremamente positivo.

Tarefa 6: SMS, MMS e Email

O iPhone traz um aplicativo dedicado para gerenciar o envio de mensagens. Apesar disso, ele não suporta o envio de MMS nem de emails diretamente da aplicação, além de não permitir que você apague registros de SMS individualmente (ele as armazena como se fosse uma conversa completa).

O N95 possui uma aplicação de SMS “old school” com caixa de entrada e saída, além de suportar envio de email e MMS com qualquer tipo de anexo diretamente da mesma.

Veredito: N95. Seria injusto eu dar essa nota usando o email como base já que o iPhone possui uma aplicação dedicada para isso, mas não receber e enviar MMS realmente é uma coisa que faz muita falta em momentos específicos, como quando sua amiga safadinha quer te mandar fotos sem roupa via celular ou durante a escolha do presente de natal da namorada (tira uma foto > manda > gostou? > compra > sorrisos > sexo).

Tarefa 7: Navegação Web

Safari para iPhone

O iPhone conta com uma versão “móvel” do Safari, que apesar de possuir uma funcionalidade reduzida, renderiza páginas web em toda sua glória, além de suportar CSS e padrões web perfeitamente. A navegação é feita totalmente através da tela de toque, onde você pode dar zoom nas páginas e rolar usando apenas os dedos.

Browser - N95

O N95 possui um browser interno com base no webkit do Safari (suporte a CSS completo e padrões web), porém peca na compatibilidade ao navegar por páginas visualmente mais complexas. Possui suporte a zoom e tem basicamente as mesmas funcionalidades do Safari do iPhone, como bookmarks e abas. O único diferencial do browser do N95 é o suporte a download de arquivos diretamente para a memória do aparelho.

Veredito: iPhone, que depois ainda riu da cara do N95 e perguntou se ele usava Internet Explorer 5. Navegar na web usando o iPhone é mais próxima experiência que tive de uma navegação 100% funcional como em um computador. Apesar do Safari não permitir o download de arquivos nem suportar flash (who gives a fuck to flash anyway?), ele possui fontes muito mais agradáveis aos olhos e as páginas fluem muito mais facilmente nele graças a navegação utilizando apenas os dedos.

Tarefa 8: Bluetooth

CARA DEIXA EU TE MANDAR ESSA FOTO QUE TIREI COM MEU IPHONE PRO SEU CELULAR AQUI RAPIDINHO USANDO O BLUETO… Oh, Wait..

O N95 possui um stack bluetooth completo que permite que você envie e receba arquivos de qualquer tipo entre aparelhos compatíveis (entenda-se compatíveis por qualquer aparelho celular do mundo menos o iPhone).

Veredito: N95 + chute no saco do iPhone, já que o bluetooth dele só não funciona por causa da Apple.

Tarefa 9: GPS

O iPhone a partir da versão 3G conta com um receptor de GPS que permite fazer Geotagging das fotos que você tira e navegar em mapas usando o Google Maps. Apesar disso, o iPhone não possui nenhum programa de navegação assistida e você mesmo deve acompanhar manualmente a navegação pela rota.

O N95 possui um sistema completo de GPS com localizador de posição e um programa completo de navegação, o Nokia Maps. Além disso, possui suporte a todos os mais famosos programas de navegação assistida do mercado como Garmin, Sygic Driver e TomTom, além do Google Maps.

Veredito: N95. O Google Maps é violentamente completo, mas ficar preso ao uso de 3G durante a navegação e não possuir mapas offline é uma falha grave, mesmo para quem possui plano ilimitado de banda. Além disso, o N95 possui suporte ao Maps também, além de ter programas completos e robustos para navegação assistida.

Tarefa 10: Câmera e Vídeo

Calgary Fita do Super Mario World
Calgary – Canada (modo normal) e Super Mario World (modo “macro”). Agradecimentos a IzzyNobre

O iPhone possui uma câmera digital de 2mpx que na minha opinião é muito boa, apesar de muita gente achar o contrário. Como qualquer câmera de celular sem flash você irá precisar de condições específicas para tirar uma boa foto (como iluminação adequada). As fotos tiradas vão automaticamente para o álbum e não podem ser organizadas diretamente no aparelho. O iPhone, pelo menos nativamente, não possui suporte a gravação de vídeos.

Fim de Tarde Nota fiscal dos Correios
Fim de tarde (modo paisagem, sem flash, ISO 100) e Nota dos Correios (modo macro, sem flash, ISO 100)

O N95 possui uma câmera de 5mpx com lentes Carl Zeiss, além de possuir foco manual (como câmera digitais onde você aperta até a metade do botão para focar). O software de foto possui configurações de iluminação específicas e um impressionante modo macro que pode ser comparado ao de câmeras digitais normais. O N95 possui flash via led que pode ajudar em condições ruins de luz, apesar de não fazer milagres como flashes Xenon. Ao trocar uma opção o N95 passará para o modo filmadora, fazendo vídeos no formato MP4 ou 3GP.

Veredito: N95, e nem é por causa dos 5mpx e do suporte nativo a vídeo, mas sim por causa do foco manual e as centenas de ajustes que você pode fazer diretamente na câmera como condições de luz e ISO, além de poder recortar e redimensionar as fotos diretamente no aparelho.

Tarefa 11: Transferência de dados

O iPhone usa o iTunes, o programa da besta.

O N95 possui uma suíte extremamente simples de aplicações que incluem um instalador de aplicativos e um programa para sincronizar os contatos usando o Outlook, o Windows Contacts ou outros serviços online, além de um programa dedicado para atualizar o firmware do aparelho. Músicas e arquivos de vídeo devem ser gerenciados manualmente ou com algum outro programa proprietário, como o Winamp.

Veredito: N95. Qualquer coisa que use o iTunes pro obrigação é pain in the ass. Além disso, o N95 funciona 100% via modo USB e permite que você envie qualquer arquivo para dentro ele usando qualquer computador, sem necessidade de drivers ou programas especiais. Quando o iPhone tiver PELO MENOS modo disco, volte a falar comigo.

Tarefa 12: Duração de bateria

O iPhone apesar de ser um aparelho robusto e possuir uma TV ao invés de um display LCD, sabe economizar a bateria muito bem. Todas as suas funções extras como WiFi e 3G podem ser desativadas e ligadas somente quando estiverem em uso. Com uso médio de 3G (EDGE, no meu caso) e WiFi, a bateria durava 3 dias com períodos de madrugada ligado, até se descarregar completamente.

O N95 possui um visor bem menor e as mesmas funcionalidades extras do iPhone. Assim como no aparelho da Apple, todas podem ser desabilitadas e ligadas apenas quando necessário. Nas mesmas condições de uso a bateria do N95 chega a durar até 4 dias com períodos de madrugada desligado, até se descarregar completamente.

Veredito: Empate, já que o N95 dura mais apenas porque desligo ele a noite, coisa que não fazia com o iPhone (já que o aparelho não aciona o despertador se estiver desligado).

Tarefa 13:  Aplicações e funcionalidades

Apesar de no começo o iPhone ter sido expandido somente através de hacks (Installer e Cydia), hoje ele possui a App Store, onde você pode comprar e baixar aplicações diretamente para o celular sem necessidade de usar o computador. Além disso, o iPhone tem a iTunes Store, onde você pode comprar músicas, vídeos e filmes que vão direto para a biblioteca do aparelho.

O N95 é expansível através de arquivos Symbian .sis ou .sisx, que seriam como instaladores .msi no Windows ou arquivos .rpm no Linux. Existem aplicações das mais diversas formas e modelos para o S60 (sistema que roda no N95) e que contemplam praticamente qualquer coisa que você deseje fazer com o aparelho. O aparelho possui também uma loja exclusiva de música que pode ser acessada dentro do Music Player e todas as músicas compradas vão direto para a memória do aparelho.

Veredito: iPhone. Poderia colocar um empate aqui porque na App Store 95% dos programas são lixo, mas a forma de distribuição de conteúdo da Apple é indiscutivelmente imbatível. Você sempre está a poucos cliques de qualquer conteúdo que deseja comprar, seja programas, músicas ou filmes e tudo isso é facilitado se você já tiver uma conta iTunes com os dados do seu cartão.

Tarefa 14: Jogos

O iPhone possui um hardware magnífico e um processamento de vídeo invejável, porém nada disso ainda foi aproveitado em sua totalidade no aparelho. Apesar dos jogos homebrew como emuladores e interpreters dominarem o aparelho, do lado oficial existem poucos jogos que realmente valem a pena, como Hero of Sparta e SimCity.

O N95 possui um sistema próprio para jogos, o N-Gage. É como uma conta na Live ou Playstation Network: Você se loga, cria uma lista de amigos e compra / baixa os jogos diretamente do sistema. Caso queira jogar com alguém basta convidar-lo e desde que ele tenha o jogo a partida irá começar, via WiFi ou 3G. A biblioteca de jogos específicos do N-Gage é pequena, passando por Metal Gear e chegando em outros jogos como puzzles e sinuca, porém o N95 tem um ponto chave nisso: Suporta jogos J2ME.

Veredito: N95. Botões e direcionais são a chave do sucesso para jogos em qualquer plataforma. Mesmo o Wii sabe disso e possui uma variedade considerável deles em seu controle, mesmo tendo sensores por movimento. Além disso o N95 suporta os clássicos jogos em java, que apesar de não serem tudo isso aumentam muito o leque de possibilidades. E sim, temos emuladores também (via Symbian).

Tarefa 15: Usabilidade e Interface

iPhone SpringBoard

Fato: O iPhone possui a mais simples e intuitiva interface que eu já vi em um celular. Apesar de poucas opções limitarem o uso de um aparelho, elas limitam também a possibilidade de erros e tornam o aprendizado muito mais fácil. Além disso, o teclado virtual do aparelho é maravilhoso de se usar mesmo para pessoas com dedos grandes como eu.

N95 Standby Screen

O N95 possui uma interface baseada em menus e conta com um teclado padrão (1 a 9 + # e *) com suporte a T9. Além disso, possui teclas dedicadas para o menu de aplicações, multimídia e navegação. Os programas são organizados em pastas e a tela principal de Standby pode ser customizada com alertas, listagem de compromissos e tarefas, alarmes e outras informações.

Veredito: iPhone. Nem é por causa do OSX nem por causa das “cuticutizices” da interface, mas digitar no teclado virtual do iPhone é totally Win. Nenhum outro aparelho com tela de toque e teclado virtual de uso com os dedos (como o HTC Touch Diamond)  foram tão confortáveis de se usar como o do iPhone. Só isso e a tela de toque com suporte a gestures já dá com folga o primeiro lugar nesse quesito para o iPhone.

Visualizando a comparação em sua totalidade então, temos:

Comparação iPhone x N95 - Resultados

Conclusão

Como já dito o objetivo dessa comparação não mostrar qual celular é melhor que o outro, mas a falha do iPhone em tarefas comuns de qualquer é celular é brutal. Apesar de possuir uma interface muito mais avançada e funcional e um browser extremamente completo em relação ao N95, o iPhone não é capaz de executar pequenas tarefas comuns a vários celulares e o problema não é nem com o aparelho, que possui um ótimo design e um robusto hardware, mas sim pela má vontade da Apple de implementar todas as funções diretamente no software oficial do celular.

Suporte NewsInside

Ao Vivo
Twitch NewsInside