Lançados Sounhax, Fasthax e Safehax: Downgrade e Arm9loader até o firmware 11.2

bio-photo

E mais uma vez a cena hacker do portátil mais vendido dessa geração deu mais um passo em direção ao seu desbloqueio. A novidade da vez (que pra alguns nem té tão novidade) é o lançamento do Soundhax, Fasthax e Safehax, que permitem a execução de homebrews em qualquer versão do aparelho e, consequentemente, o downgrade e a instalação de uma Custom Firmware.

Sem entrar em detalhes técnicos, nós da equipe NewsInside seguimos o tutorial da página 3DS Guide e recomendamos para os nossos usuários.

O passo a passo desse site é auto-explicativo, solicitando que o usuário escolha o modelo do seu aparelho e, após isso, a versão de Firmware do mesmo para que a partir daí, o melhor método de desbloqueio seja mostrado para o usuário.

O aparelho que utilizamos para testar o método era um Old 3DS na versão 11.2 (firmware mais atual) e detalharemos o método para que o homebrew channel seja iniciado.

Itens necessários:

Homebrew Starter Kit
O último lançamento do Soundhax (de acordo com seu aparelho e região)
O otherapp payload (de acordo com seu aparelho e região)

Instruções:

1 – Copie os arquivos da pasta starter no starter.zip para a raiz do seu SD
2 – Copie o Soundhax.m4a para a raiz do seu cartão SD
3 – Copie o otherapp payload para a raiz do seu SD e renomeie o arquivo para otherapp.bin
4 – Insira novamente seu cartão SD no 3DS
5 – Execute o Nintendo 3DS Sound
6 – Siga todas as instruções do pássaro (que aparece quando o aplicativo é iniciado pela primeira vez), feche normalmente o app e abra de novo
7 – Rode o Soundhax.m4a
(Isso pode precisar ser feito diversas vezes)
(Se seu console travar, desligue-o a força segurando o botão power e tente novamente)
8 – Se tudo der certo, seu console iniciará o Homebrew Channel.

E é isso. A partir dessa ponto, o usuário pode escolher continuar o desbloqueio para que o downgrade e, posteriormente, a instalação do Arm9loaderhax seja realizada.

Dúvidas? Deixe nos comentários ou pergunte no post do nosso fórum!

Gostei(0)Não Gostei(0)

RetroArch v1.4.0

Rapidíssima só para avisar que saiu mais uma versão estável do melhor MetaEmulador  multisistema e multiplataforma do mundo, o Retroarch.

Retroarch

 

Ele tem versões para Navegadores, Android, iOS, Windows, Mac OSX,  3DS, Gamecube, Wii, Wii U ,  PSP e PSVita.
Ele emula muito bem uma quantidade bem grande de sistemas usando módulos de emulação de outros emuladores (por isso ele é um MetaEmulador, pois ele é mais uma interface unificada “inspirada” no XMB do PS3) e também ele roda jogos de código aberto como Doom, Quake 1, Dinothawr, Cave Story e outros.

Quem tiver um computador bem fraquinho pode usar os controles dos consoles que já tem e se divertir plugando no computador e jogando os clássicos para quebrar um pouco a rotina, por ter suporte a Vulkan ele tem um desempenho excelente para computadores que suportam essa API gráfica até com filtros gráficos que simulam TVs de tubo, dando um aspecto bem legal.

Cliquem nas imagens para ver o filtro, infelizmente não dá para mostrar em movimento, quando realmente os filtros impactam, claro que com uma configuração maire refinada dá para ter resultados melhores e ficam muito lindos em uma TV grande em 1080p.

 

Sonic 2 de Megadrive usando o filtro CRT-Hyllian Nearest

Sonic 2 de Megadrive usando o filtro CRT-Hyllian Nearest



Street Fighter Alpha 3 Arcade usando o filtro CRT-Hyllian Nearest



QuackShot usando o filtro Phosfor
QuackShot usando o filtro Phosfor

Só acho uma pena que o PSVita não tem potência gráfica para rodar os filtros, e só a interface XMB funciona.

Para os aventureiros e pessoal que gosta de quebrar um pouco a cabeça para ter as versões mais atualizadas do Retroarch é só baixar do repositório Nightly: https://buildbot.libretro.com/nightly/

Para quem só quer que a coisa funcione sem muita complicação baixe aqui pelo link de download da versão estável na versão 1.4.0: https://buildbot.libretro.com/stable/1.4.0/

Comentem aí o que vocês acharam, caso tenham interesse eu até faço um mini tutorial de como configurar os shaders do Retroarch para dar aquele aspecto de TV antiga em que jogávamos os games clássicos.

Aquele abraço e até mais! =)

Gostei(11)Não Gostei(1)

Lançado: Haxchi e IOSUHax CFW para o Wii U

15555909_1061150310677889_1771737017_n

A notícia não é nova, mas somente agora nós da equipe NI pudemos testar esse método de desbloqueio que evoluiu bastante a cena hacking do console de mesa da Nintendo. Chamado de Haxchi, o hack permite a instalação de um Homebrew Channel permanente no aparelho, sem a necessidade de abusar da vulnerabilidade do navegador do aparelho.

O Haxchi – que já se encontra na versão 2.3u1 – é um método de hacking que utiliza um jogo de DS do Virtual Console do Wii U para que seja ativo. Uma vez que a eShop não está disponível em terras tupiniquins, resta para o usuário escolher qualquer região de sua preferência para realizar a compra de algum dos títulos compatíveis. Nós da equipe recomendamos o jogo Brain Age: Train Your Brain in Minutes a Day!, por ser o mais barato, mas a lista completa de jogos pode ser vista aqui.

Uma vez baixados o jogo que será usado como método de entrada e os arquivos necessários para a instalação do Haxchi, basta que o usuário acesse o Homebrew Channel de maneira convencional (via web ou por servidor caseiro) e rode o app Haxchi Installer. O aplicativo irá automaticamente reconhecer o jogo compatível e irá instalar os arquivos necessários, fazendo com que até mesmo o ícone do jogo mude para o ícone do hack.

Após isso, basta o usuário iniciar o novo aplicativo para acessar instantaneamente o Homebrew Channel, com 100% de chance de sucesso e sem depender da internet.

IOSUHax CFW

Depois de uma breve explicação aqui no blog a respeito da REDnand (um tipo de emuNand), a atual situação dos hacks do Wii U permite dizer que ela não é mais tão necessária para rodar jogos do Virtual Console, DLCs e jogos de outra região no aparelho diretamente do dispositivo USB (desconsiderando o fato dela ser totalmente segura e descartável em caso de bricks, não afetando assim a NAND oficial).

Com a instalação do Haxchi – ou não -, e com o app CFW Booter, os usuários agora contam com o IOSUhax CFW, que permite a instalação de jogos de outra região, DLCs e jogos do Virtual console diretamente na NAND do aparelho, ignorando as assinaturas digitais do aparelho. Para isso, basta seguir os seguintes passos:

1 – Baixar os arquivos necessários (esse pack contém mais de um arquivo, mas o que importa mesmo é somente o fw.img)
2 – Iniciar o Homebrew Channel da maneira desejada
3 – Iniciar o CFW Booter, lembrando que o arquivo fw.img deve estar na raiz do SD
4 – Aparecerá no GamePad a imagem do IOSUhax e logo após isso o console se reiniciará
5 – Após o reboot, entrar novamente no Homebrew Channel
6 – Instalar os jogos de outra região/DLC/jogos VC usando o WUP Installer Mod Y
7 – ??????????
8 – Profit

Uma nota sobre o IOSUHax: apesar dele ignorar a verificação de assinatura, o CFW só fica ativo enquanto o aparelho estiver ligado. Uma vez desligado, para jogar os jogos citados acima, basta entrar novamente no IOSUHax via Homebrew Channel para jogar os jogos, não sendo necessária a instalação dos jogos novamente!

E é isso. Dúvidas ou sugestões, deixem aqui nos comentários ou no tópico do nosso fórum!

Gostei(5)Não Gostei(1)

[PSVita] VitaShell 1.42 + Tradução Pt_Br – Compatibilidade TaiHENkaku beta

Rapidinha para compartilhar a nova versão traduzida para o Português do VitaShell que agora dá suporte ao novo TaiHenkaku CFW podendo alterar certas configurações de spoof e do sistema desde que esteja sendo executado em modo MolecularShell.

Read the rest of this entry »

Gostei(6)Não Gostei(0)

[PSVita] TaiHEN: CFW Framework para PS Vita (HENkaku -7 beta)

Rapidinha para avisar do beta substituto do HENkaku chamado de TaiHENkaku, que é uma Custom Firmware (CFW) recriada com a estrutura TaiHEN (TaiHEN Framework) que promete levar o hack do PS Vita á um novo nível, confira as novidades aqui!

Read the rest of this entry »

Gostei(5)Não Gostei(1)