As lembranças de um Gamer Tradicional

img
jul
22
Amido  

retro-games Sábado, 7 horas da manhã. Você acorda mais cedo já ansioso para terminar aquele fantástico jogo que lhe ofereceu tantas maravilhosas horas de descontração, depois de adentrar vários túneis; destruir vários castelos e até “domar” um dinossauro em sua aventura. Não, eu não estou falando dos atuais Blockbuster’s, mas sim de um clássico que ficará na memória de milhares de gamers acerca do mundo todo: Super Mario World. Um jogo com uma história que passa vergonha frente às atuais produções com orçamentos milionários, mas que sempre quando citado faz você lembrar daquela inesquecível manhã de sábado, junto com um ou mais dois vizinhos e primos zerando aquele que foi o primeiro jogo de muito gamer veterano hoje em dia.

Mas o que as crianças de hoje, da era PS2 ou 3 têm? Foi pensando nisso que escrevo este artigo, depois de ver com tristeza meus primos de 10 e 8 anos jogando GTA San Andreas, Winning Eleven, Gos of War e Need For Speed Underground. Onde está a inocência da era 16-bits, os cascos, os cogumelos, toda a magia que fez com que hoje economizemos cada “Gil” que cai em nossas mãos, seja ele o “lanchinho da tarde” ou o “presente de aniversário da vovó”, para não gastar, mas sim investir em nossos poucos momentos de diversão.

É pensando nisso que as vezes tento adivinhar o futuro da indústria Gamistica. Será que estamos fadados a ver nossos filhos jogando um sem fim Need for Speed, ou GTA? Ocasionalmente aparece um Super Mario Galaxy ou um Zelda: Twilight Princess, mas desculpem minha ignorância e os que discordam, nem de longe estes títulos se igualam aos da década de 90.

Eu por exemplo, comecei a jogar videogame graças ao meu tio e por isso devo-lhe muito. Com um Atari, lembro-me bem da ânsia que sentia cada vez que ultrapassava um carro (Enduro) ou pulava por sobre um buraco ou três jacarés (Pitfall). Algum tempo depois vejo o inigualável e monstruoso clássico “Super Nintendo Entertainment System”, ou “SNES”. Admito que não foram poucas as horas que passei jogando “Mario World”, “Donkey Kong 1, 2 e 3”, “Street Fighters II” e “Bomberman”, mas tenho absoluta certeza que jamais trocaria estas horinhas por outra coisa.

E este vai acabando, pois tenho em frente um “tentador” livro com a alcunha dada por um grande amigo de “O Maravilhoso mundo da Química Orgânica”, com um apelo à Nova Geração: “Nem só de milhares de polígonos renderizados a cada segundo, da tridimensionalidade, da AK-47 ou dos drifts se faz um clássico. Um clássico é feito pelos seus fãs que o jogam pelo simples prazer de jogar e não pelos gráficos fantásticos. Podem surgir novos jogos, mas iguais aos anteriores jamais. Esse clássicos são Eternos.”

E você, caro leitor, o que acha da nova geração? Acha que irá vingar como os clássicos que fizeram parte de nossas vidas? Ou apenas irão se tornar tendências como as atuais que logo serão esquecidas?

Artigo escrito por Matheus Comper (mczelda[arroba]gmail.com) – Publicado no NewsInside com autorização do autor.

  • Betows

    Sou dessa geração veterana também. Passei por TELEJOGO, ATARI, MASTER SYSTEM, SUPER NINTENDO e agora tenho um Wii (breve terei um PS3) mas vivi e joguei cada evolução que o mundo dos games ultrapassou e realmente toda vez que lembro dos jogos das primeiras gerações vem aquela sensação saudosista, onde os jogos eram bem mais simples e incrivelmente divertidos. Não significa dizer que as gerações mais recentes não tenham jogos bons. Tem sim! Há aqueles jogos viciantes e que cumprem sua missão de divertir. Os avanços tecnológicos permitem uma imersão maior, coisa que desde pequeno sempre imaginava: Como seria jogar um jogo de espadas sendo o seu controle a própria arma?! Que bom que chegamos nesse nível e que bom que ainda gosto de jogos! Agora é só esperar para que daqui a alguns anos a imersividade seja TOTAL! usar um acessório que permita vermos dentro dos jogos; caminhar no mundo real e o mesmo acontecer no virtual. Estamos bem perto disso, e espero que eu ainda goste de jogos daqui até lá, mas sempre quando eu lembrar do passado eu vou poder dizer com orgulho que cresci acompanhando esse mundo que nos faz sermos os heróis ou vilões na nossa imaginação.

  • Leandro

    Snes foi meu primeiro videogame!!!

    Lembro, acordava bem cedo mesmo soh pra passar o castelo, pegar vida, etc.

    O melhor pra mim era bomber man, aquele jogo já zeri mais de 10 vezes!!! Isso mesmo, não estou mentindo ou contando errado. Era muito legal zerar com meu irmão esse jogo, simples, até meio bobinho pros padroes de FPS e sangue hoje em dia, mas ótimo pra mim até hoje!!
    Donkey kong 2 e 3, nem se fala, teve dias q o meu o conversor pretão(tijolo o/o/) ficava quente demais, dava pra assar até frango(ushaushhauhsuhua), eram 8 horas direto no sábado ou domingo, parada soh para almoço e lanches!!!
    O ultimo jogo q joguei q me deixou feliz pelo simples prazer de jogar foi zelda de 64, achei ótimo, muito melhor do q eu esperava, era sabados e mais sabados de manha soh pra tocar musicas na ocarina e etc.

    Jogos viciantes hoje em dia são raros, se não inexistentes!!! Soh procuram gráficos e tal, mas esquecem o principal do jogo q é a diversão

  • Felipe

    Também acho que dificilmente haverá outro época como a que tivemos o privilégio de viver. Não que e não goste dos jogos da nova geração, pelo contrario, me divirto com eles. Porém jogos como Super Mario World, Sonic e outros jogos que marcaram realmente estão em falta faz muito tempo.

  • Dudu Maroja

    hahahah eu tenho essa imagem do post na minha geladeira.

  • Gibah

    Nice.
    tbm sou dessa geração…passei pelo atari,master system e phatom(demais esses dois).
    snes,ps2 e agora ps3 e PSP.
    Nada se iguala aos antigos não tem jeito.
    Games já no prendem as crianças que so pensam em tiros e destruir carros.
    É aquele não volta mais.

  • Villa

    Realmente, comecei jogando com 2 anos em um Atari 2600. jogava Enduro, Snoop e PacMan… passava horas e horas jogando com minha mãe (meu irmão nem era nascido nessa época).
    Logo dpois fui para o master system, onde ele vinha com um jogo de tiro na memoria, esse jogo usava um controle muito legal q era uma pistola onde vc apontava para a TV e matava os bichinhos a apareciam na tela.
    Em seguida mega drive com sonic viciante xDD
    Logo dpois veio o melhor de todos… SNES com Super Mario World, nessa época meu irmão jah era nascido então jogava com ele o dia inteiro, chegava da escola e ia jogar os classicos bomberman (todos), mario (quase todos), top gear, entre outros classicos que todos jogavam.
    dpois fui direto para PS One, joguei bastante tbm, ai dei uma parada com consoles e fiquei no PC.
    HJ tenho 2 PSPs e jogo mais os emuladores doq os jogos dele msm xDD

  • Marcelo

    Tenho 28 anos e meu primeiro video game foi Atari, nunca vou esquecer as horas jogando Frost Bit, duelos inesquecíveis no Boxe…rs… Trabalho com games há 15 anos e devo confessar um sentimento que tenho já há algum tempo e lendo o texto acima veio reforçar ainda mais; que me perdoem os amantes de GTA, mas na minha modesta opinião, não existe desgraça maior para a história dos games que esse famigerado game, esse jogo estraga a imagem que uma pessoa leiga pode ter do lazer que o video game provoca nas pessoas. Estraga porque, como diz no texto, a maioria das crianças de hoje em dia adora esse tipo de merda (me perdoa o palavrão). Podem vir uns e dizer que não é assim e tal, que é o maior faturamento da história do entreterimento, que é muito bem feito e por aí vai, mas sinceramente é uma lástima de ‘jogo’. Vídeo Game hoje em dia tá virando sacanagem mesmo… vc joga o jogo uma vez vira e esquece. Mas jogos como super Mario World quem esquece? Quem enjoa? Top Gear ou Need? Top Gear sem pensar… e por aí vai… a verdade é que muitas vezes estão esquecendo da diversão… sinal dos tempos, a indústria dos games cresceu demais. A mim fica a impressão que é de propósito, é pra enjoar logo e comprar outro. Uma pena, mas fazer o quê?!

  • Loop

    32,64,128bits e multicores owned!!! 16 or left bits rlz!!

  • Villa

    Concordo com o Marcelo, os games de hj en dia não tem a msm diversão q tinha antigamente, eh virar e vc esquece dos jogos de hj, mas os antigos jamais serão esquecidos pelos verdadeiros amantes de jogos

  • Mauro George

    Comecei com o cce, acho que era um pirata do atari, porem me lembro pouco desses como policia e ladrão, pique esconde. Ainda havia estes nomes que ninguem conhecia o nome original do jogo apenas por estes nomes.

    Logo em seguida foi o master system jogando Alex kid 3 que vinha na memoria, sonic, double dragon, de volta para o futuro. Era muito bom os jogos cooperativos, tipo o double dragon ou ainda os de fases, passando o controle para o próximo quando perdesse.

    Depois veio o Super nintendo, meu vizinho teve primeiro, e ver ele pegando o casco e matando várias tartarugas e ganhando vida foi o máximo. No meu aniversário ganhei o meu proprio. Veio com mario e minha mãe comprou donkey kong 3, um jogo até mais superior, mais eu queria era jogar mario, não que não goste do donkey kong é que queri ajopgar o mario posteriormente joguei o dk sim.
    Além do mario teve bomberman como citaram um otimo battle além do modo cooperativo. Na mesma linha tinha o mickey e donald, o pateta e max devia ter mais que não me recordo no momento.

    Depois veio o 64 ainda com jogos que podem ser considerados clássicos, como o mario 64, que quis comprar o meu depois que vi na locadora o mario em 3d aquilo era muito foda. Mais o que mais marcou no 64 no quesito diversão foi o zelda, virei ele umas 3 vezes, o ocarina, mesmo sendo de 1 jogavamos em conjunto. Depois virei sozinho também. Mais o 64 ainda tinha o quesito diversão como os mario partys, e os minigames do Pokemon stadium, smah bros. Estes jogos criavam uma diversão em conjunto causando risadas.

    Realmente hoje fica mais dificil, as crianças jogam apenas, gta, need for speed etc… não tem tanta mágica como era.

    Desculpa o post, “meio longo”… você tio solid conta sua historia ae.

    Um abraço

  • Fillip

    Bacana pessoal. Eu também sou das antigas. Minha mais recente aquisição foi um controle de Snes (orginal e lacrado!) e um adaptador de snes para pc. Só pra jogar os emuladores com um pouco mais de “originalidade”.

    O único arrependimento da minha vida foi ter vendido o meu super nintendo, master system e atari. O console mais atual que tenho é um psp, mas eu trocaria ele pelos meus video games de volta!

  • codeFX

    Sou da era 8 bits, lembro da primeira vez que pisei num “fliperama” (termo esse usado sem muito sentido na época, pois não só de pinballs vivia os arcades).

    Lembro exatamente como foi o que joguei.

    Tenho um PS3, e não lembro como foi a primeira jogada nele!!!!!

    O que acontece é quando se tem muitas opções, muita diversidade, aqueles pequenos detalhes passam em branco.

    Pra complementar o post do colega.

    Eu me lembro que havia (no meu caso ainda há) uma certa alegria ao jogar jogos simples (Galaga, Pacman, Pitfall, ….), e era um prazer jogá-los novamente. Lembro que quando joguei o primeiro resident evil (aliás ótimo jogo), eu ficava com raiva do mesmo por certas partes bem difíceis (raiva no lugar da diversão?!?!). Após fechado o jogo nem tenho mais coragem de jogá-lo novamente, por dois motivos (i) a quantidade de jogos novos existentes, (ii) só de lembrar desses trechos irritantes nem dá vontade de jogá-los novamente.

    O mesmo vale pros Silent Hill(s),….., com seus 5 finais que pra poder vê-los deve-se fazer coisas absurdas tipo ouvir uma gravação até o final, quem vai adivinhar um troço desses?!??!?!

    Eu suma, os jogos estão virando superproduções milhonárias, porém o fator diversão ou como o jogo deve atrair o jogador está ficando de lado!!!!!

    Eu estudo desenvolvimento de jogos há anos e estou vendo que muita coisa está se perdendo, nesse caso ponto pra nintendo e os jogos disponíveis na XBLA, PSN.

    Pelo menos é esse meu ponto de vista, apesar de termos jogos quase fotorealistas, eu ainda paro pra jogar outrun desde o início porém não consigo fazer isso com nenhum dos Gran Turismos, claro sei que em minutos eu fecho um outrun e um gran turismo meses, porém quanto tempo um jogo deve durar?

    Vai chegar o ponto que os jogos serão tão reais que a figura programador não será mais necessária, veja as ferramentas de desenvolvimento dos jogos, sem falar que as empresas que investem milhões numa superprodução e estão tendo retorno (GTA, MGS4,…), então isso tende a piorar, até chegar um ponto que pra produzir um jogo será necessário um investimento que teria uma representação significativa no PIB de um país!

    Não sou nintendista, sonista, ou microsoftista, apesar de gostar de todas as plataformas, mas como vão ser os jogos daqui pra diante, divertidos ou reais? a realidade é divertida?

    Pensem nisso!

  • vardeba

    Nostalgia pura.
    Se pararmos para pensar, nós que temos mais de 25 anos tivemos muita sorte.
    Nossa infância foi inigualável em matéria de coisas legais para se fazer, jogos para jogar, desenhos para assistir, heróis para imitar.
    Pensem bem, hoje as crianças tem Power Rangers, nós tinhamos Jibam, Jaspion, Changeman, Flashman..
    Eles tem Hanna Montana, nós tivemos Profissão Perigo (Magaiver), Chips, Super Máquina.
    Balão Mágico, Fofão, Xuxa nos bons tempos…
    Agora falando em jogos, alguém lembra da emoção de conseguir passar uma fase do Super Mario World inteirinha voando, ou a primeira vez que você consegue pular na cabeça dos jacarés em Pitfal, cair num buraco e encontrar um bônus no Donkey Kong, a primeira vez que consegue a esmeralda no Sonic 3, ganhar o primeiro troféu no Enduro, pegar o teleporte na primeira fase do BatleToads no NES, entre tantas outras.
    Realmente, tivemos sorte.

  • Felipe Forti / Borra

    Primeiro jogo q joguei foi o Super Mario World… Fenomenal :D
    eu jogava eu e meu irmao, mario e luigi sempretetando salvar aquela vagabunda q soh sabe gritar de (prazer) medo… Alem de hoje nao ter mais jogos fenomenais como este, esses imbecis vem com esse maldito “iismo” e console wars… PÔ gente! VIDEOGAME eh DIVERÇÃO! Não competiçao! Ontem comprei a NGamer e vi na carta do mes um imbecil criticando os caras da revista pq eles nao eram Nintendistas (????????)… Ai eu vejo os sonistas ou caixistas dizendo “a nintendo n faz nada q preste desde o SNES”, eh logico q vao dizer essa bobagem, NINGUEM pode reclamar do SNES, ele foi o melhor console. Hoje falam mal do Wii, por causa dos jogos bobos e dos graficos, mas nas outras geraçoes os consoles da nintendo sempre tiveram graficos superiores a concorrencia… N64 era superior ao PS1 e o GC era superior ao PS2… isso eh FATO.

    Se vc acha o Wii ou o PS3 ou o XBOX360 ruins, pense bem… va na casa de alguem q tenha um desses e jogue os jogos deles q prestam. Nada de “My Horse and Me”

  • Felipe

    Sei só de uma coisa, joguei milhares de vezes Mario World, completo, agora a maioria dos jogos de hoje, zero uma vez, zero duas, na terceira vez não tem mais a mesma graça.
    Ai q tá a mágica do SNES.

  • Diogo

    Pra mim o jogo que eu mais adimiro e adoro até hoje né o super mario world 2, aquele do mario bebe e que vc controla o yoshi. Eu tive master system ante do snes, mas nada se compara a esse jogo. Eu ia na locadora (NOSSA locadora pra locar games… isso nao existe mais… nem pra filme direito xD) toda sexta feira pra pegar esse mesmo jogo, até que eu enxi tanto o saco do meu pai pra comprar ele, e como nao achou em nenhuma loja ele conseguiu comprar da locadora!! Eu me arrependo tanto de ter vendido esse cartucho… queria te guardado ele pela eternidade….

  • adelmo

    Foi pensando da mesma forma que acabei criando um blog que fala sobre games da mesma maneira que o autor do artigo acima, ou seja falando das lembranças gamers, e pra mim o marco de uma era de ouro foi o “Amiga 500” e seus jogos epetaculares.

    Quem quiser conferir:
    http://gamerpensante.wordpress.com/

  • Thiago

    geral falando q jogava atari…. agora qm lembra q o controle dava pau e nao se comprava outro, mandava pra assistencia tecnica??? qm lembra daqueles cartuchos com 2 chaves q vinham 4 jogos?? todo muleque da geracao do atari sabia escolher o jogo posicionando as chaves, manda um muleque da geracao playstation fazer isso q vc vai ver q ele nao consegue tao facilmente!

    Tio Solid tu ta esquecendo das locadoras de games q foi presente na geracao do atari e SNES! antes mesmo de acordar sabado para, na sexta feira dps da escola era hora de ir na locadora e escolher o game do final de semana, pra ai sim acordar sabado mais cedo pra compensar o valor pago no aluguel do jogo!

    a geracao do snes foi mais democratica e poular tbm! quem nao tinha o console juntava com mais 1 amigo e pagava a hora de snes por um valor equivalente hoje em dia a 2 reais! Era facil achar as “lan houses”, varios SNES com TVs de 20 polegadas e suas filas pra jogar International Super Star Soccer Deluxe ahuiahuiahuia!

    hoje em dia a galera quase nao encontra mais os amigos pra jogar, joga com “desconhecidos” online…

    eh por isso q ainda tenho meu atari, Master System, SNES, N64 tudo funcionando… pq se bater uma saudade eh soh ligar

  • Marcos

    É que tempo bom que não volta nunca mais me lembro até hoje quando tinha meus 07 anos e meus pais não podiam me dar um video-game só via de longe uns meninos na locadora jogando um master-system por horas, mas graças a Deus as coisas melhoraram e tive meu primeiro video-game um Mega-DriveIII nossa como joguei esse video game e nem preciso dizer o super clássico que joguei muito nele Sonic 1,2,3….,Streets of Rage 1,2,3,Shinobi, Donald Duck Maui Malard entre tantos ouros que fizeram parte da minha e da história de muitos jogadores mas era 16 bits estava com os dias contatos quando chegou os senhores Sega Saturn e o aclamado Playstation com seus games revolucionários que ficaram na história como a série Resident Evil, Dino Crisis,Final Fantasy que teve versões no Super Nintendo e voltou com tudo no Playstation enfim manhãs, tardes e noites de muita zueira e diversão com games que marcaram da infancia a adolescencia

  • Nick-kun342e

    Eu sou de 91 e meu primeiro console foi um dynavision(nes) e sinceramente jogar super mário, lunar ball, bomberman, bomb jack, galaga, gun.smoke, digger, wild gunman,duck hunt,…, e o grande primeirão macross foi uma grande alegria.
    Ter o master system me deu contato com os eternos mickey castle of illusion,sonic,golden axe warrior,Phantasy Star,double dragon…
    O mega drive do meu vizinho me proporcionou horas de sonic 2,aladin,skeleton screw,yu yu hakusho sunset fighters,samurai shodown,michael jackson moonwalker,”golden axes” e “streets of rages” e o eterno clone de zelda:Beyond oasis…
    Meu Snes me deu contato com magical knight rayearth,zelda,Final Fantasy IV,Super Mario All Stars + world,Super Mario RPG,DKs,Art of fighting 2(eu prefiro o de snes),Killer Instinct,Power Rangers(inclusive o fighting edition) e os meus amores até hoje yu yu hakusho: final,2,tokubetsu hen,mario kart,sonic wings.Tive uma longa safra de ps1 e to com meu ps2 lotado de games e tbm meu xodó: psp(vulgo nick junior ou workernet 2nd)
    Enfim esses consoles me deram prazerosas horas de jogatina e também me transformaram num muleke nerd sedentário e até hoje não me arrependo amo meus games e eu acho que os video games hoje em geral ganharam gráficos excellentes entretanto as gerações gamers que foram se sucedendo pediam cada vez mais da velha violência iniciada com o inocente Yie-Ar Kung Fu o que a gamers saudosos causa um impacto eu sinceramente sou + fã de kof 98 que de GTA mas isso é uma opinião minha e não interessa.xD

  • OmegaZero

    Super Mario World…
    Quem não ficou orgulhoso quando achou todas as saídas secretas? hahaha

  • Darkus

    eu que comecei no atari cada vez mais me decepciono com os novos jogos, a cada geração a quantidade de jogos que me interessam em cada videogame cai mais e mais =(

    atualmente so jogo RPGs, FPSs e jogos com caracteristicas old school, por isso que o videogame que mais me agrada no momento é o PSP, pois nele posso ter quase tudo que eu gosto bem a mão!

  • Jeferson

    Pois e gente aquele tempo nunca mais voltara mas tem um lugar especial reservado no coraçao da gente ne sei la naquela epoca era mais legau jogar game do q hoje em dia esse Super Mario era muito loco e realmente os jogos de hoje em dia nao tem mais aquela magia q tinha o nes e o snes mas fico muito feliz de ter nascido nessa epoca onde os games tava engatinhando e agente teve oportuninade de apreciar essa epoca com horas e horas de jogatina…
    Puts q saudades daquela epoca….

  • Joe Lima

    Perfeito o post!

    Sou de São Paulo e tenho 36 anos, vivi (e vivo!) cada emoção destas nos jogos antigos e nos novos. Tenho saudades de tudo o que já comentaram: fliperamas, Super Mário e Castlevania no Nintendinho de 8 bits (o meu era o “BitSystem”, o clone brasuca), acordar no sábado de manhã na “febre” pra terminar um jogo etc. etc. Antes disso tive um Atari e foram horas e mais horas de Megamania, Pitfall, River Raid. No Frost Bite eu conseguia (e ainda consigo!) o peixe dourado! rsrsrsrsrs Isto quando a gente não ficava pela vizinhança tentando trocar cartuchos até mesmo com pessoas de outras ruas do bairro, sem mesmo conhecer o cara (quem não fez isso não viveu… rsrsrsrs)

    Também lastimo ter vendido os meus consoles antigos (na verdade todos faziam isto, pois era a única forma de trocar o antigo por um mais moderno e caro). Eu cheguei a ter o Castlevania original em cartucho de 72 pinos (lembram do adaptador de 60 para 72 pinos? Eu tinha um…)

    Adoro relembrar os jogos do passado, mas também curto os games do presente. De forma geral, creio que tudo o que eu gostaria de dizer já foi dito nos comentários anterioes. Apenas gostaria de complementar que sou fã incondicional da série Castlevania, mesmo hoje nenhum enredo é tão intrincado quanto o deste jogo que começou despretenciosamente com um “bonequinho” de chicote, chamado “Simon Belmont” e hoje, em seu conjunto, é uma verdadeira saga de paixão, ódio, vingança e lutas por amores verdadeiros. Isso sem mencionar a trilha sonora! Até hoje me arrepio ao ouvir “Vampire killer” (o tema principal do jogo).

    Da nova geração de games, só “Resident Evil” conseguiu a façanha de me cativar tanto pelo enredo. CAPCOM rules! Final Fantasy, Chrono Cross (a continuação de Chrono Trigger), Metroid (a Samus Aran já era linda e corajosa bem antes de Lara Croft!), Zelda e Mário também morarão no meu coração para sempre.

    Ah, e também consegui trazer meu irmão para o “clã” dos “Gamers Profissa” (como gosto de chamar pessoas como nós: apaixonados por games!). Ele tem 26 anos e é tão apaixonhado como eu por games!

    Longa vida aos Videogames (e aos gamers que com ele se divertem!)

  • Tsuruhi

    Tio Solid,o meu wii desde que foi semi-brickado pelo Punch Out,parou de ler alguns jogos alternativos!Mas eu consertei o semi-brick atualizando o meu wii para versão 4.0,que agora está funcionando a função settings.Mas ainda continua não lendo alguns jogos bem.Tipo os jogos são lidos,mas quando aperto start,funcionam até um certo ponto e param.ME AJUDA POR FAVOR???O QUE PODE SER ESSE PROBLEMA?????

  • Diego Martin

    Meus filhos hão de começar pelas antigas gerações.Seria um desgosto para mim ver um filho jogando GTA numa Lan qualquer.

  • Miguel Sousa

    Não podia estar mais de acordo!

    Tio Solid tens toda a razão com o dizes.
    A minha primeira plataforma de jogos foi um Commodore Amiga 600, tantas horas me proporcionou de jogo. Spy vs Spy, Golden Axe, Starblade, Street Fighter 2, Lotus, Jaguar… Tantos…
    Tive uma Mega Drive (Genesis), a saga Sonic foi fabulosa. Um vizinho meu tinha uma NES e uma SNES, passávamos dias inteiros a jogar Zelda, Super Mario Bros, Super Mario World!

    Foram tempos muito bons, deliciosos. Mesmo quando comprei o meu primeiro computador, um 486 DX4 100mhz! Os jogos que saiam nessa altura ainda foram jogos que me marcaram profundamente, Legends of Kyrandia, Lands of Lore, Anvil of Dawn, Dune, Discworld, Kings Quest, Quest for Glory e muitos mais.

    Hoje? Hoje vemos cada vez mais produções de jogos de milhões de dólares, para jogos com gráficos ultra realistas que se for preciso ao fim de 10horas de jogo estão terminados. E com isso foram gastos 50euros (cá por Portugal geralmente) num jogo que levou 10horas a terminar. Hoje ainda vão saindo alguns jogos de jeito, mas são cada vez mais raros e é preciso estar sempre em cima do acontecimento.

    Grande artigo Tio Solid. ;)

  • Kahall

    Tambem passei por todas as gerações, acredito que a unica empresa que consegue ainda resgatar a diversão do passado, mesmo que seja por lampejos, é a Nintendo. Um grande exemplo disso foi Mario Galaxy, visto como um classico instantaneo.

    Acredito que os jogos do passado nos fizeram mais felizes pois a jogabilidade era muito parecida de um jogo para outro, os jogos se diferenciavam nos detalhes, na história, na direção de arte. Hoje os jogos mostram suas rochas brilhantes, armas reluzentes, milhoes de personagens na tela, mas apesar de ser muito bonito de se ver, são raros os jogos que apresentam uma direção de arte competente, musicas de qualidade e uma historia envolvente.

  • Gabriel

    GTA é uma porcaria sem presendentes, jogo maldito, desgraçado, um lixo, amaldiçou todos os que jogam GTA, é muita pretice, só quem tem pipi pequeno e cerébro de maconha que joga este jogo que para mim não passa de NADA, e mostra como o povo é idiota!!!!! Uma das coisas que vai levar ao fim do mundo.
    Viva ao mundo dos 16 bits!!!!

  • Tsuruhi

    Tio Solid,o meu wii desde que foi semi-brickado pelo Punch Out,parou de ler alguns jogos alternativos!Mas eu consertei o semi-brick atualizando o meu wii para versão 4.0,que agora está funcionando a função settings.Mas ainda continua não lendo alguns jogos bem.Tipo os jogos são lidos,mas quando aperto start,funcionam até um certo ponto e param.ME AJUDA POR FAVOR???O QUE PODE SER ESSE PROBLEMA????? POR FAVOR ME AJUDEM!!!!

  • Guilherme Neto

    Desculpe, mas acho coisa de velho isso. O mercado continua com jogos bons e, quem quer jogos 2D tradicional, pode apelar para o Nintendo DS, que tem aos montes (comecemos com New Super Mario Bros, por exemplo).
    Mas até mesmos alguns jogos mais “modernosos”, em 3D e tal, mantém aquela inocência de jogos antigos sem deixar de ser inovador. O que dizer de Katamari Damacy, por exemplo, ou LocoRoco? Tenho 23 anos, boas lembranças da época 16-bit, mas não deixo de me envolver com os bons jogos atuais.

  • Edu

    Aff… acho que o amigo ai de cima nem leu sobre oq se trata o tópico !!!

    Bom, assim como muitos aqui comecei a jogar video game na época do Atari, passei pelo Nintendinho me lembro até hoje das horas que passei tentando fechar Buck’O Hare e Mega Man 4 eita jogos dificieis… passei pelo Master System, Mega drive e Super Nintendo… esse vai ficar pra história, acho que dos consoles que tive até hoje foi oque mais me divertiu, me lembro das vezes em que alugamos mos FFVI e passava mos os finais de semana tentando terminar o jogo, isso sem falar de Chrono Trigger e muitos outro jogos memoráveis que foram lançados para o console.
    Na verdade o super nintendo foi o ultimo video game que realmente me divertiu, hoje tenho um Wii e um Xbox 360, que está encostado e o Wii me diverte um bocado, mas não da mesma forma que os jogos de antigamente, pra falar a verdade o que mais tenho jogado são os jogos do virtual console, me divito um bocado quando ligo meu wii pra jogar FFIV e Mega Man 9 então… puta sacada da Capcom lançar um novo jogo com gráficos retrô !!!

    Éééé… bons tempos aqueles que infelizmente não voltam mais… mas felizmente existem os emuladores !!!

  • João Vitor

    Vou falar a verdade aqui, esse papo de “Ahhh, no meu tempo era melhor, tinha SMW e tal” é pura hipocrisia e falta de PERCEPÇÃO.

    É muito fácil falar que os jogos atuais “GTA e Need for Speed” não tem toda a magia dos da época que você era criança, mas você esquece de um ponto importante: Você não é criança.

    Não me entenda errado, eu curto muito SMW, Sonic e tudo mais, só que eu compreendo que não é tarefa minha sair pora ai julgaldo uma geração que não é, essencialmente minha. Pelo amor de deus, parem de falar que o vídeo-game perdeu a magia, se não curte apenas não jogue e GTFO.

  • Mr.GoodKat

    Excelete o “tópico”.

    Concordo, 100% que me divertia com jogos old-school (e até certo ponto me divirto ainda hoje!! God bless the roms) muito mais com que me divirto com a última geração. Nada contra a última geração de games, ao contrário, são maravilhosos e fico de boca aberta com muitos. Mas não sei…eu sou de 82, e comprava revista de games na banca pra ficar babando nos lançamentos…alugava duas “fitas” todo final de semana na locadora (lembro até o nome: HEAD GAMES AHAUHA)e me acabava…acordar sabado e domingo cedo pra jogar video game era MUITO GOSTOSO (q eu me lembre o sexo ainda não fazia parte da minha realidade nessa época :/, LOGO era gostoso jogar ahauha).

    Fico feliz, sério, quando leio um “tópico” como esse, me traz memórias siples mas muito bacanas, nostalgia poderíamos dizer. 1UP pra todo old-school gamer que sabe do que estou falando.

    Até!

  • Oscar

    è verdade nada vai superar equela época maravilhosa dos nintendinhos nunhum jogo atual supera o famoso CONTRA ou ikariwarrios pois sinto falta daques jogos que nos divertial que fazim reunir os amigos pra simplesmente josgar por amor aos jogos que trazim diversão e não os dejo qu trazem as vezes senssacões das quais não queremos …hj possuo um PSP pas o que rola nele são emuladores pas os jogos que adoro …

    um abraço

  • Oscar

    a realida é que a maioria dos games de hj ão tem a mina nossa de jogos e sim sõ querem sabem se o proximo jogo d[a série vai ter o graficos melhorads ou coisa ee tal e esquecer da principal ordem do jogo que é a diversão.
    ve se alguem vai entra num cinema pra atirar nos outros por ter Jogado Mario por algumas horas …isso não acontece pois o jogo divertia e não muito agora que fazem a cabeça dos mais novos que não tem o seu psicologico formato por completo e acabam pirando os games mais anitigos tem uma formação muito melhor doque os de hoje em dia …

  • Oscar

    desculpe aos gaes mais novos mas vc numca serão completos assim como os pessoal que caiminho com os consoles geração apos geração….

  • Renan

    Cara me chame de oldschoolfromhell, mas na minha opinião esses jogos novos por mais perfeitos que sejam vão ser melhores que nossos eternos classicos! Disney’s Magical ou meu jogo de corrida preferido Biker Mice From Mars, saudades desses tempos onde Megaman era o cara mais foda do mundo pra mim, Megaman Gambit e Batman! :/

  • Renan

    Cara me chame de oldschoolfromhell, mas na minha opinião esses jogos novos por mais perfeitos que sejam não vão ser melhores que nossos eternos classicos! Disney’s Magical ou meu jogo de corrida preferido Biker Mice From Mars, saudades desses tempos onde Megaman era o cara mais foda do mundo pra mim, Megaman Gambit e Batman! :/
    *corrigindo o erro Mals aê ;D

  • Nick-kun342e

    @João Vitor

    Vc mesmo não intende a própria frase que citou pra montar seu argumento.
    “Ahhh, no meu tempo era melhor, tinha SMW e tal” ninguém se refere a gráficos,ação ou tecnologia mas sim nos referimos ao ambiente dos games, trocas, feiras, posters, a inocência e a inovação na simplicidade da coisa, descutir sobre quem é mais legal:sonic ou mario, os mitos sobre os games, a questão da elaboração dos games: mapas,quests,estilos,durabilidade sem necessitar do realismo da coisa é essa questão na subjetividade que vc não intende, não se resume apenas a infância(WHATEVER) sozinha.
    Os games tavam nascendo o que fazia a necessidade das industrias de games a promover uma interação maior com os consumidores, hoje quando temos é a E3,revistas,trailler no youtube e as notas da IGN ou Gamefaqs.É claro q a violência faz parte dos games mas violência e a apelação sem o trabalho certo no game vai nascer somente mais um game enjoativo.
    Não estamos simplesmente desmerendo os games atuais até pq jogamos pes,naruto e dbz no ps2/3, temos fãs de soulcalibur, street fighter IV, FFXII, mas estamos reforçando q antigamente tinhamos maior parte da safra de games no contexto q conseguiu ser foda e merecer um espaço no coração dos gamers.

  • João Vitor

    @Nick-kun342e

    Lolwut, foi exatamente a isso que me referi. Em nenhum momento eu falei que os jogos de agora são melhores graças aos gráficos :S

    Estou falando que você NÃO PODE comparar os jogos de antes com os de agora em termos de diversão, os jogos que pra você não tem mais AMBIENTE, com certeza tem para as novas gerações. Tome isto como exemplo, já que você citou os mitos dos games, GTA San Andreas “O VILÃO DOS VIDEO-GAMES”, quando saiu, teve muito mito e muita história por ai…

    Da mesma forma que as revistas de games foram uma fase valiosa, pra você e pra mim, da mesma forma que os sites são hoje pras crianças. Tendeu? Não tou desmerecendo as gerações que eu também passei, tou apenas colocando que as gerações de hoje também passam pela mesma magia, só de formas diferentes. Não seja mente fechada, por favor.

  • Nick-kun342e

    @João Vitor

    Vc me interpretou mal 2xLOL vc que não entendeu em que quesito está sendo falado o q está sendo falado aqui é que os jogos antigos em sua geração tiveram maior potencial pra atrair jogadores e fãs de longa data que ainda jogam e amam esses games.
    E descordo quando vc diz que a geração de hoje passa pela mesma magia vc está equivocado pq vc não está avaliando o ambiente e o aspecto temporal, a questão não é ser mente fechada e aberta até se tivesse alguém mente fechada aqui ninguém daqui gostaria de jogos como uncharted e gears of war eu sinceramente jogo muitos jogos atuais e gosto mas simplesmente vc que não está entendendo denovo a mente de um gamer q se encantou com os clássicos mesmo se dizendo um.
    Hoje temos jogos bons muito bons, mas de todos os titulos apenas um numero reduzido comparado ao numero dos games clássicos que atingiu e fez fãs duradouros.
    E vc se equivocou ainda mais até pq grande parte aqui está muito antenada nos jogos novos o q vc tah fazendo é simplesmente desconsiderar o contexto dos games velhos e novos e denovo apenas jogando o aspecto temporal da coisa apenas vendo algo tipo: games novos(UAU!) x games antigos(grandes lembranças), como se estivesse sendo feita algo do genero.
    A questão é essa basicamente: contexto, criação, e o resto já citado tudo junto, não tem como vc fazer uma comparação superficial em quesito de diversão vc q não entendeu a finalidade do artigo, que não é uma simples comparação direta, sendo redundante mais uma vez a questão não é que estamos fazendo uma análise simples da coisa em momento algum nem mesmo uma disputa é simplesmente falar sobre o q despertou e marcou então por favor leia direito e interprete o que leê rapaz.

    PS.: Ainda amo pudim e parei de falar sobre pudim, traí o movimento pudim véi.xD

  • Nazareno

    Tenho que concordar com o Nick-kun342e. Tenho 29 anos e na minha época de criança, a forma de jogar era totalmente diferente, a maneira de interagir com outros jogadores era mais humana e menos digital.
    Comecei aos 7 anos com um Atari 2600, mas sempre fui muito ruim, não conseguia jogar direito. Passei pelo Dynavision 2 e pelo SNES, e ai sim, comecei a jogar melhor, terminar alguns jogos e realmente fiquei viciado em video games. Mas como disse antes, a forma de interação com outros jogadores eram muito diferetes. Me lembro que organizavamos campeonatos de video game na garagem do meu vizinho, onde cada um levava um console diferente (Nes, Master System, Mega Drive), e a competição era bem divertida. Tudo antigamente era mais humano.
    Quando eu era criança, se brincava muito de policia e ladrão, com arminhas de brinquedo e se escondendo atras dos carros estacionados nas ruas. Hoje em dia as crianças talves sintam a mesma emoção jogando um FPS em uma lan qualquer. O que quero dizer é que não só os games, mas parece que tudo esta mudando…. tudo esta se tornando mais digital e menos humano. Antigamente quando alguem viajava, tinha um grande prazer em revelar as fotos e mostras para os amigos na escola. Hoje em dia, simplesmente fazem upload das fotos no orkut ou um fotolog qualquer.
    Sobre os jogos da nova geração, não posso negar: tenho um PSP e um PS3, e sou viciado na serie NFS e FPS atuais, mas realmente sinto falta daquela gritaria dos campeonatos de games na garagem do vizinho. Hoje em dia me contento em jogar online pela PSN. Não critico os jogos de hoje (nem mesmo o GTA), pois hoje em dia existem jogos para pessoas de todas as idades. Video game deixou de ser brinquedo de criança e virou diversão para a familia toda. Da mesma forma que crianças adoram jogos mais inocentes como Little Big Planet e Hammerin Hero, nós adultos nos divertimos com jogos mais complexos. Cabe aos pais controlarem o que seu filhos vão jogar, pois tenho certeza que daqui a alguns anos, alguém que hoje é criança e que estará mais adulta, escreverá em algum blog algum post do tipo “que saudades do meu Need for Speed… UM CLASSICO”.

  • Shinobi

    Eu comcordo com vc Tiosolid
    as pessoas davam muito mais valor ao jogos na época dos 8 ou 16 bits
    não se jogava apenas com a intenção de ver ótimos graficos
    as crianças q conhecem o video game atualmente só se importam com a gualidade grafica de um game
    ñ acompanharam a evolução de perto e jogam um game uma vez e depois de conhecer toda a historia e/ou ver todas as CGs enjoam e o jogo vai pra gaveta.

    mas é claro que mesmo assim não podemos ignorar os novos classicos como por exemplo
    resident evil (PSX), o super mario64 (N64), goldeneye 007 (N64), pokemon (GBC), castlevania (PSX) …etc que ñ são como os MMO sem fim e que quem joga melhor é quem paga mais….xD

  • carlos

    Eu só digo isto ,antigamente era capaz de acabar o mesmo jogo n vezes e agora há muitos que mal lhes pego não me apetece mais jogar.

  • Skkyll

    Comecei com um Atari aos 3 anos, junto com ele veio o inesquecivel “Megalomania”, passava horas jogando e me divertia muito.
    Nessa época juntava todos os amigos, primos, todos em volta do game jogando Pac-man, Enduro, River-Rider, em fim… diversão garantida para todos !!
    Depois passei para o Top-Game, uma imitação do Nes na época, mas tinha uma vantagem, tinha entrada para os cartuchos grandes e pequenos kkk. Lembro que quando salvei o Super Mario sai gritando fui pra rua que nem um louco berrando SALVEI !! SALVEI o Mario !!, pra quem não viveu essa época ter uma ideia de como era a emoção de um jogo de 8bits !!!
    O próximo foi um Master System que vinha com o jogo Alex Kidd na memoria, fiquei tão viciado que terminava o jogo sem morrer uma vida !!
    Logo veio o Super Nes, pegava quase toda minha mesada e alugava jogos, cheguei a alugar 12 fitas de uma vez só kkkk.
    Depois veio o PlayStation, nessa época ja era mais facil ter jogos, ja trabalhava no Correio e lembro que uma vez passei no banco e fui na Lapa onde era o melhor lugar para comprar jogos, se nao tivesse com o bilhete duplo não tinha voltado pra casa, fui a procura de um jogo e acabei gastando tudo kkkk. Ainda nessa época eu vibrava com os jogos.
    Depois veio o Nintendo 64 , o Mario 64 foi o primeiro jogo que realmente era uma aventura em 3D, pelo menos é o que eu acho !!
    Depois veio o PS2 que até a época do God of War 2 eu joguei muito.
    Logo depois comprei um XBOX, sem duvida tem grandes jogos, mas comprei mais pela flexibilidade do aparelho em trocar hd, instalar programas e rodar videos e musicas, mesmo assim tenho ele até hoje com mais de 360 jogos kkk. Detalhe desse eu nao me desfaço. Hoje tenho uma filha de 3 anos que adora assistir seus desenhos, filmes, e tudo isso faço no XBOX.
    Ja tive um PS3 mas acabei vendendo pelo custo dos jogos. Comprei um Wii, no começo era uma inovação, mas com o tempo foi perdendo a graça e os graficos são , na minha opnição desanimadores, mas nada contra o Wii.
    Hoje to pensando em comprar um XBOX360, devido ao custo dos jogos e a tecnologia dos mesmo, como li nos posts anteriores, os jogos de hoje são realmente obras milhonarias, com graficos incriveis, mesmo assim nada fará me sentir como naquela epoca, emoção de antes com os jogos classicos, talvez seja o fato de amadurecermos com o tempo… ou um fato ja citado nos posts a facilidade de jogos hoje, isso meio que atrapalha a atenção para os jogos, porem ter opções de jogos sempre é uma boa ideia.
    Hoje tenho todos os jogos antigos e rodo todos eles com os emuladores e sempre me pego jogando ou um classico, ou um jogo que na época não tinha visto, em fim emoções como naquela época acho dificil de voltar !!!

  • João F.

    Nostalgia pura! Veja só quanta gente “das antigas” tem aqui. Nem vou contar minha história [o comentário ia ficar imenso].

    É muito bom de vez em quando ler tópicos assim e recordar os velhos e ótimos tempos!

    []s

  • TioSolid

    Editado o autor, que por algum acaso eu tinha colocado errado :S

  • Flaviometal

    Primeiramente, agradeço ao Tio pelo tópico, pois me fez relembrar um época muito boa da minha infância. Quem aqui como eu não tem orgulho em dizer que passava raiva mas se divertia jogando Contra e Castlevania das primeiras gerações? Quem aqui como eu não tem orgulho em dizer que deu aquele grito de alegria quando conseguiu fazer o Sonic se transformar em SuperSonic em Sonic 2? Quem aqui como eu não tem orgulho em dizer que quase chorou de felicidade quando matou o Bowser em Super Mario World, ou o Dr. Willy em Megaman 2? Quem aqui como eu não se lembra das tardes jogando Street Fighter 2, Mario Kart ou Megamania com algum amigo? Ou quem aqui como eu não acordava aos sábados de manhã bem cedinho pra chegar naquela locadora de games preferida e ver se conseguia pegar algum cartucho bom ainda? Impossível não se emocionar lendo os tópicos ou escrevendo aqui. Hoje tenho 32, e tenho muito orgulho de ter vivido toda essa época, e sinto pena dos que não puderam. Eu tento passar tudo isso pra minha esposa, filha e sobrinhos: tudo que foi importante na era de ouro dos games, e fico feliz quando eles me pedem ajuda pra passar alguma fase do Mario Bros. 3 ou me chamam pra jogar Bomberman 2. Tenho um Wii (que costumo dizer que é o “console dos saudosistas” hoje em dia) e um PS3, e apesar de gostar de ambos, digo que é impossível se divertir como antes. Não porque estou mais velho ou enjoei de videogames, mas sim porque falta um pequeno detalhe nos jogos de hoje que é bem mais importante do que gráficos em HD ou jogatinas online: CARISMA!

  • Monalisa Teles

    Eu quem diga que agora estou jogando os jogos para MEGA DRIVE no PSP através do Emulador PICO DRIVE, nada mais clássico nhée…Jogando COMIX ZONE…kkkkkkkkkkkkk

    Flow!

  • Lucas

    pow descordo um pouco disso, acho q como alguns falaram o problema é que amadurecemos (problema ?!?) a diversão despreocupada simplesmente não existe mais pq as responsabilidades do mundo adulto acabam nos engolindo…
    mas em fim tbm acho q a damanda por jogos assim tem caido, as próprias crianças tem pedido jogos como god of war, GTA e outros q pra mim são bons jogos, mas não para crianças. ainda acho q nesse sentido quem vem oferecendo jogos para todas as idades é mesmo a nintendo (sim sou nitendista então vou defender rsrsrs) o próprio mario galaxy é uma obra prima na minha opnião, não pelos gráficos, mas pelos conceitos (veremos o dois com o yoshi) e aguardo tbm o new super mario bros. wii, mas jogos menos famosos tbm pra wii acabam não sendo considerados, lost winds é um joguinho bem legal q se fosse pai deixaria meus filhos jogarem sem me preocupar, mas em fim… bons tempos de SNES XD

  • Nick-kun342e

    Só adicionando o que o lucas falou o problema não é tempo simplesmente cronológico até pq eu tenho 17 pra 18 anos e ainda sim prefiro a essa época,eu cresci já existindo ps1 mesmo assim ainda tinha muita gente que ia no colégio trocar fita, marcar aquele campeonato de international ss soccer, top gear, street fighter, alladin(mega drive), moonwalker, sonic 2 as locadoras que cada vez são mais raras, posters(eu adora ver sonic no sbt tbm).Discussão sobre quem era o fodão em mario 3.O auge das revistas e a última grande rincha PS1 e n64, po quem nunca bateu um smash bros numa locadora com amigos, matar aula e jogar kof 97.
    Eu lembro que meu sonho era ter um neo geo(fita).
    E concordo com o lucas, po botar uma criança de 7(8,9,10,whatever abaixo de 14)pra jogar GTA é algo sem noção eu lembro que eu ficava puto pq até fazer 7 eu não podia jogar MK e se minha mãe soubesse ela me matava e hj pais ligando o foda-se pra educação é foda.
    Eu cresci jogando mario,sonic,joguei muito super smash,FFVII, crash, e esses jogam fizeram muitos fãs de coração a mais do que muito jogo novo.Mesmo hj tbm existam games assim OVER NINE THOUSAND, como naruto accel 2,FFXII,DBZ: BUDOKAI 3,Infinity world,tenkaichi 2 e o burst limit,soul: blade, calibur 3,calibur 4(tetas), guitar hero e muitos outros e pros fãs need for speed foi uma luz.

  • Shinobi

    Nossa! eu quando lembro da época do snes e das fitas q eu tinha..
    da dificuldade q era pra conseguir jogos através de troca com os amigos ou até mesmo em locações (lembram quando ainda se alugavam jogos?) era uma emoção chegar em casa colocar a fita no videogame (quando ñ pegava tinha q assoprar ..kkkkk) e tinha 2 ou 3 dias pra zerar o game
    ..kkk… até hoje ñ consegui zerar o castlevania do snes por causa daquele %$#@ do ultimo mestre
    oq me falta hoje pra min acabar com essa pendência é o tempo e mais uma gaveta lotada de jogos de ps2, pc, psp, e diversas roms de outros consoles na espera para serem zerados também

  • SupaGatsu

    O primeiro console que joguei foi um Atari que era do meu tio, eu tinha uns 5 anos, jogava enduro, pacman e river ride (nem sei se è assim que se escreve), depois nesta mesma ordem ganhei um Master, Mega, SNES, SegaCD, NeogeoCD… foi vicil total ate os 16 anos, eu lembro que quando tinha Master e MegaDrive, eu acordava tipo 7 da manha no sabado ia pra locadora que abria soh as 9 da manha e ficava na porta esperando pra pegar um jogo da hora… pq se eu chegasse as 9:15 na locadora jah era, soh tinha lixo ou jogo que eu ja havia zerado.

    Depois sem contar os games com uns 13, 14 anos eu comecei a jogar muito fliper, tipo viciei em Street Fighter, Mortal Kombat, depois logico os classicos da SNK, KOF95 è o jogo de luta que eu mais gosto, eu jogo ate hj, ou no NeoGeo cartucho que eu comprei quando havia 22 anos (pelo puro prazer de jogar na TV sem loads) ou pelo emulador, ou ate mesmo no fliper quando encontro, hahahahaha… depois dos 16 eu achei algo mais divertido pra fazer sair de balada e “catar minas”, hahahahahaha… Depois com uns 20 anos apos quase 4 anos sem jogar nada novo… tipo eu naum tive N64, Playstation, Saturn, Xbox… nada disso…

    Eu comprei um GBA, pq existem varios joguinhos que lembram muito os jogos dessa epoca saudosa.
    Ate o Super Mario World tem… os portateis da nintendo ao menos, tentam manter um pouco do padrao de antigamente… depois eu comprei um NDS e ano passado um Wii… realmente no meu Wii eu jogo mais jogos do Virtual Console que do proprio Wii… ja baixei o Streets of Rage 2 e 3, que eu pago muito pau pra esse jogo… e pelo menos 1 vez no mes eu zero…

    Nao tem comparaçao os jogos daquela epoca com os dessa… hj os jogos sao lindos, alguns ate proporcionam diversao, mas sao hrs e hrs pra zerar e depois que vc zera um, tem mais 10 jogos novos, é dificil ter um repeteco hj… ainda mais com a piratia… naquela epoca… vc tinha um cartucho e jogava milhoes de vezes… eu zerei Sonic, Mario, Bomberman, Megaman, dezenas de vezes senao centenas.

    E as vezes ainda zero heheheheheh… por isso que nem comento muito dos jogos de hj, a mulekada que tem 18 pra baixo naum viveram essa epoca feliz… NOS OS VETERANOS iamos ao flipper, a mulekada de hj vai pra Lan House, outros tempos… como um amigo citei acima… ao inves de pegar umas moedas e uns cogumelos, é soh granada e tiro de AK-47 (nem sei q arma è essa), mas pergunta pra mim o que è um “Mega Buster” ou um “Z-Sabre” que eu respondo…

  • Nick-kun342e

    É bom ver como pessoas eram taum viciadas como eu.Eu vivia indo na locadora quando eu tinha snes eu tinha quase que fita cativa de yu yu hakusho tokubetsu hen.Sempre tinha uma lá guardada com o cara do balcão e olha q eram 3 fitas dessa eu tbm alugava muito sunset riders

  • Nick-kun342e

    Z-Saber e mara e desculpem o double

  • junior

    Não quero ficar repetindo o que todos já falaram que toda e absoluta razão, os games de antes são incomparáveis, jogos como Black Thorne, Super Metroid, Chrono Thriger entre os mais clássicos de todo mundo, Sonic, Akex Kid, DK, MARIOOOOO, todos muito foda.. Acho que cabe a nós que tivemos o privilégio (realmente um puta privilégio, desde poder assistir cavaleiros do zoodíaco como ir nas locadoras jogar por hora) mostrar nossos filhos, sobrinhos e netos as maravilhas desse mundo. Eu coloquei a Tv de 32, dois controles de play USB no pc e emuladores, venho jogando direto com meus sobrinhos e nossa como eles se divertem, lembra a gente na nossa era de ouro, outra coisa que faço também é baixar os jogos que assistíamos, os antigos mesmo, mickey, donald, pica pau, cavaleiros do zoodíaco, yuyu hakusho, desenhos que ensiavam o que era amizade, o valor dos sentimento, tudo que hoje realmente ajudou a construir nosso caráter. Inclusive TIO Solid, deixo como sugestão algum tipo de campanha que possa ser feito para que os leitores do NewInside façam o mesmo, podemos mandar fotos dessa diversão toda, ou marcar um encontro para jogar os jogos antigos, sejam em PSPs, ou levando note ou quem ainda tiver e funcionar, levar o seu console. Fica ai a idéia, abraços a todos

  • Denis

    Esses eram os anos dourados dos games. Tenho 31 anos e tenho os 3 ultimos video games da atual geração em casa, mas sinceramente, as vzs nao tenho vontade de ligar nem um. MGS4 nem virei ainda (é um pesar só de pensar em matar aquele chato e dificil chefe do 5° capitulo), só um exemplo, que acontece com os outros games de outras plataformas. Semana passada terminei Mass Effect, mas nao começo de novo nem que me pague.
    Em 1993 quando eu tinha o master system eu lembro que virava o sonic uma vez por dia e a diversão era garantida, até minha irma jogava, Hoje mostro para os meus familiares o nivel de complexidade tipo de um Splinter cell DA e aos leigos eles vêem como algo de outro mundo de tanta complexidade e seriedade.
    Mas só pra finaliza, como eu queria reviver aqueles momentos de chegar na sexta feira e ir correndo pra pegar um game de supernintendo e passar o fim de semana jogando com os amigos, que eram vários na minha casa, Aquilo sim era alegria e diversão. Nem um game atual hoje me passa isso.

  • Thales

    Pra você ver como a tecnologia foi avançando, parece que foi ontem que eu acordava de manhãzinha pra jogar Megaman 7 e Super Mario Wolrd…
    Hoje uma criança de 7 anos ou mais, nem sequer sabe o que é Super Mario World, ou se bobiar um Super Nintendo…

  • vando

    uma das coisas interessantes é que antigamente vários amigos e vizinhos tinham o mesmo videogame
    (ok… não eram VÁRIOS, uns 2 ou 3 no máximo) e eu era um dos que NÃO TINHAM e ia serrotar
    na casa dos amigos, de origem humilde, eu falava que tinha um videogame, mas tinha deixado
    na casa da minha avó pois meus pais não tinham dinheiro para comprar um pra mim, mas era bem legal
    mesmo, ir pra casa dos amigos e passar horas e horas naquele disputa de street 2, ou ver quem
    fazia porcentagem maior no donkey kong, sou e sempre serei saudosista, hoje tenho um vídeogame
    da nova geração que jogo uma vez por semana, o fator diversão é uma coisa que não mais existe hoje
    como existia antes, saudades do meu super nintendo que ganhei quando todo mundo já estava jogando
    ps1 ou n64, dos rolos na feirinha, em ser enganado e dar duas fitas boas por uma lixo
    pelo simples fato de já ter enjoado das fitas boas… para uma semana depois perceber a merda que
    eu tinha feito, muito bom o texto, li todos os comentários e vi que todos assim como eu souberam
    apreciar (muitos apreciam até hoje) a boa e velha época de ouro, é chato, mas o tempo passa.

    Obs: Tiosolid negócio é marcar o encontro dos leitores e usuários da rede newsinside huhuhuhu.

  • ediskywalker

    me lembro ateh hoje, em 1995 quando meu irmao comprou um supernintendo, nos ficavamos desde o final do jornal nacional até 4 da manha jogando super mario 3. donkey kong e mario kart eram games obrigatorios, ateh mesmo no nintendo 64 eu perdia a noçao do tempo jogando DK 64, mas hj vejo meus sobrinhos com jogando games que eles nao sabem nem o porque de estarem matando pessoas, dirigindo um carro em alta velocidade, ou lutando em uma arena, simplesmente jogam. eu tive varios video games e ainda tenho (nao os da geraçao atual), mas nunca mais me diverti tanto desde que eu tive meu nintendo 64 com games como mario party e ateh mesmo o perfect dark (bons tempos)o quarto ficava sempre cheio de amigos, hj qdo jogo, normalmente eh sozinho mesmo pq os titulos atuais nao proporcionam tanta diversao.

  • Alexandre

    Puxa, fiquei com os olhos húmidos agora, saudades de uma época em que éramos felizes e nem nos dávamos cona disso… As correrias pra locadora (tantos amigos feitos por lá) na sexta feira pra pegar as fitas boas (sábado pela manhã só tinha a xepa, rsrsrsrsrs), os campeonatos, as noites viradas, a satisfação de chegar ao final de um game. Meu primeiro foi o Contra do Nes, nossa ainda lembro da emoção que senti ao terminá-lo pela primeira vez!! Tantos clássicos. E um dos comentários acima define exatamente o que falta nos jogos ultra realistas, mega renderizados, fotocinemáticos super ultra plus advance de hoje: CARISMA. O que a garotada viciada em matar, matar, matar das lanhouses de hoje não entende por que simplesmente nunca viram. Não estamos reclamando que os vidogames evoluíram, que os gráficos ficaram melhores, ou que a tecnologia mudou. Nem somos um bando de retardados de 30 e poucos anos que esqueceram de crescer e querem voltar à adolescência. Queremos, isso sim, é que nós, gamers de qualquer idade, sejamos cativados. E isso zilhões de polígonos por segundo não conseguem fazer, por mais realistas que sejam. Queremos, além de toda essa tecnologia, CONTEÚDO. Infelizmente pouquíssimos jogos conseguem oferecer isso hoje em dia. Um abraço a todos!

  • Momantai

    Sei la, leio esse post enooooooorme e, parando para pensar, gosto dos antigos E dos atuais. Vejam bem, tenho um emulador de megadrive no N95 e no pouco tempo livre que tenho (a.k.a. sentado no trono…) aproveito para joga-lo. Cheguei mesmo a zerar alguns jogos por ele. Mas em seguida jogo no WII com talvez a mesma satisfação, nao sei se por nao apegar-me somente ao que é antigo, mas tenho prazer em zerar jogos nos consoles mais atuais.

    Tambem sou da geração do telejogo, odissey, atari, phantom system, master system, gameboy, megadrive, supernes, e modestia a parte, dificilmente encontrarão alguem que tenha zerado mais jogos destes consoles como eu. Por Deus, cheguei a zerar Ninja Gaiden 2 e Battletoads sem perder uma vida que fosse, naquela epoca! Era vicio mesmo, e fiquei em extase ao finalizar cada jogo, passar por cada fase feita para ferrar sua paciencia, voltar e encontrar fases secretas, enfim, sao jogos que realmente me cativaram.

    Hoje talves nao tenham o mesmo cuidado que tinham com a elaboraçao desses jogos, mas convenhamos: os “mundos” dos jogos de hoje sao deveras grandes, e acredito mais na limitação humana para conseguir criar as “plots” na mesma escala que criaram anteriormente, do que na possibilidade de nao fazerem mais por falta de recursos ou de incentivo.

  • cleiton

    È pessoal tmb sou dessa geração tenho 22 anos e jogo deis de q consegui apertar o botão sozinho, game é minha vida e não me imagino sem ele, lendo alguns comentarios passou até um filme na minha cabeça e deu uma saudade da senssação de jogar esses jogos lendarios, infelismente os jogos das crianças e de muitos adolecentes é GTA e WE , tive: atari, nintendinho,master system,megadrive, super nintendo,saturno,N64,PS1,dreamcast,PS2,game cube,Xbox,game boy color, game boy SP, PSP,joguei todos esses jogos citados acima e agora estou com o nintendo ds e o Xbox 360, e pretendo conseguir um WII fim do ano, é parece q os games não tem mais a fantasia de antes, me sinto um velho q não tem mais o animo de um jovem quando lembro desses jogos, axo q vcs me entendem, porem tenho o espirito de um jogador de videogame e enquato o sangue ferver em penssar em joagar um novo jogo nunca pararei e continuarei jogando e espero q os q ainda jogam tmb ñ desistam dessa fantasia. E para aqueles q jogaram FF7 CC para PSP um dos meus jogos atuais preferidos uma frase: Embrace your DREAMS! And whatever happens protect your HONOR as Gammers!!!

  • Astotti

    Parabens pelo artigo Tio Solid. Incrivel cara eu simplesmente recordei variassss coisas que andavam esquecidas na minha cabeça. Tenho 28 anos e sem dúvida nenhuma me divertia muito mais com a velha geração do que com a atual de VG. Me lembro primeiro do joguinho do gelo no Atari nao lembro o nome nossa como eu joguei aquilo, FROG horas jogando tb. Depois veio meu master…… esse ai sem duvida me arrependo muito de ter vendido. Algum cidadao ai pra cima lembro do jogo que vinha na memoria de tiro animal. Aqui foi a primeira vez que tive contato com um RPG e me desculpem os amantes de ZELDA (adoro zelda ja zerei umas 4 vezes no wii) mas Phantasy Star I em ingles meu deus como eu joguei esse jogo e nao foi sozinho nao todo mundo da rua jogava em casa. E a imagem era exatamente como vc colocou dia de semana so podia joga ate certo horario entao sabado logo pela manha começava a jogatina uhauhauhauhauhu. Eu ganhei de um tio meu tb um oculos 3D de master se eu nao me engano cara era incrivel tinha um jogo pra ele juro o bairro se reunia em um quartinho 2m x 2m na minha casa onde ficava o VG pra joga aquilo… Sem noçao… Hoje em dia faz falta a originalidade com um bom enredo nos jogos atuais. Ultimo exemplo disso pra mim é The Conduit o jogo até é bem legalzinho mas a historia eh sem pe nem cabeca perde um pouco o tesao de acaba o jogo.

    abs a todos

    astotti

Overwatch – Team Deathmatch

Gravityscan Badge